Exportações com elevado potencial de crescimento

As exportações têm contribuído, sem dúvida, de forma positiva para o PIB nos últimos anos. Ainda assim, o potencial de crescimento é muito grande. As exportações portuguesas podiam e deviam crescer mais, quer no que diz respeito às exportações totais, quer – principalmente – no que se refere às exportações de bens.

Portugal é uma economia pequena e aberta com características para que as exportações possam ter um peso muito maior no PIB e, consequentemente, serem um fator impulsionador do crescimento económico. Países como a Irlanda, a Bélgica, o Luxemburgo ou a Eslováquia (para referir apenas economias europeias de dimensão idêntica à nossa) têm valores de exportação superiores a 100% do PIB.

Na próxima década Portugal deve investir no desenvolvimento e aplição prática de estratégias empresariais e políticas públicas que permitam que as exportações de bens cresçam 4,5% por ano, no mínimo. Isto para que se alcance o objetivo de as exportações de bens virem a equivaler a 50% do PIB e das exportações totais representarem 60% do Produto Interno Bruto na próxima década. As exportações de serviços, nomeadamente o turismo, têm o seu lugar e a sua importância, mas o país não deve estar tão dependente de um setor onde se tem verificado alguma desaceleração e que está sempre sujeito a fatores externos tão voláteis como as tendências, as modas ou um imprevisto Brexit que contribuirá, seguramente, para a diminuição do número de turistas britânicos, um mercado decisivo para o turismo nacional.

Assim, um dos fatores que contribuirá decisivamente para o crescimento das exportações é a procura de novos mercados. As exportações nacionais estão excessivamente dependentes da União Europeia: 70% das exportações totais. Entrar em novos mercados tem a dupla vantagem de potenciar o aumento real das exportações e de reduzir a dependência da União Europeia. Outro fator de sucesso será o aumento do número de empresas exportadoras e o aumento da capacidade exportadora de cada uma delas e de todas no seu conjunto.

A criação de condições favoráveis à existência de mais empresas exportadoras, à capacidade destas exportarem mais e à entrada em novos mercados são objetivos a que o projeto Exportadoras Outstanding se propõe, nomeadamente ao potenciar a cooperação entre empresas exportadoras de escalas diferentes.